segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Lixo Alheio


Quantas vezes aceitamos determinadas situações por medo de falar o que realmente sentimos ou achamos? Quantas vezes nos reprimimos por medo do resultado de nossos atos?

Aposto que você já se viu em uma conversa desconfortável, em um lugar desagradável ou com pessoas desfavoráveis, mas no momento fez cara de paisagem e aceitou! Não saiu, não recusou, não cortou!

"Deve ser o nosso jeito de sobreviver, engolindo esse lixo moral e fingindo que está tudo bem." Lya Luft

Fazemos isso o tempo todo, e fazemos porque temos medo da rejeição, medo de não ser aceito, porque o ser humano precisa provar pra si mesmo que é aceito, que faz parte de uma sociedade, temos medo do que as pessoas possam vir a pensar de nós, como nos chamar de insensíveis, sem coração, sem alma... aaahh... Sem alma!

Justamente por ter uma alma, é que você deve cuidar da sua! Você cuida do seu cabelo? Da sua unha? Da sua pele? Então porque você não cuida da sua alma? De que adianta estar bonito por fora e podre por dentro? Sabia que a sua alma é quem passa a sensação de beleza para as pessoas? É!

Alias... não é você quem cuida não é? Você paga pra alguém cuidar pra você! Se bem que... Quem tem que conviver com sua podridão interna é você mesmo, não sou eu e nem ninguém! Não cuidar da alma é como viver em uma casa que não é sua, em uma espelunca caindo aos pedaços.

Quando se aceita essas coisas ruins esta atraindo energias, e aceitando que elas se tornem cada dia maiores, porque nossos atos são como grandes avalanches, que começam de uma pequena queda e crescem de forma absurda, não somente para as águas ruins, as boas também! Energia chama energia e quando percebe-se a avalanche já destruiu/construiu tudo que viu pela frente.

Em algumas observações, pude perceber o quanto as pessoas gostam de descarregar o lixinho delas sobre as outras, fazendo sua defecação enorme na cabeça alheia e depois delegando suas responsabilidades para o primeiro tolo disposto a assumi-las.

Então é hora de se olhar no espelho e perguntar: "Qual minha profissão? Tenho cara de Gari?!"

Pois é... Se todos te procuram pra descarregar o lixo é porque você tem cara de gari e não porque é uma pessoa popular! As pessoas te procuram pra te dar boas noticias? Te ligam pra dizer que estão grávidas, que vão fazer uma viagem, que estão noivas, que estão felizes?

Não né... É sempre porque alguma coisa deu errado, porque brigou com o namorado, porque cometeu um erro tamanho.

Não que não se deve dar o ombro à um amigo ou virar as costas para as pessoas, mas atrair uma única energia sem haver um contra-peso deve ter algo de errado! Nunca se esqueça que semelhante atrai semelhante e é assim que a avalanche começa...

Em uma roda de conhecidos surge um assunto que você não gosta, falar da vida alheia, discutir sobre religião, ou até sentir aquela energia negativa, o que você faz? Fica ali ouvindo? Inalando aquele grande fedor de coisa podre? Você fica perto de defunto em decomposição? Você anda no lixão? Você come comida estragada?

Aposto que não né? Então PORQUÊ aceitar essas situações? Porque mastigar esse alimento putrefato? É tudo a mesma coisa... É lixo, é odor, te infecta e quando você sai de lá sai com o aroma de coisa estragada!

Assim é a alma, ela se suja quando recolhe essa grande porcaria.

Não segure a onda de ninguém que não é de seu interesse, não abrace pessoas e situações desagradáveis, não ofereça seu coração a quem não mostrar um mínimo de dignidade.

Se a pessoa teve a oportunidade de tomar um banho e dormir na sua cama cheirosinha, mas mesmo assim continuou vagando a noite no lixo, mesmo sabendo que era errado, mesmo sabendo que poderia sujar outras pessoas, porque você tem que dar o seu chuveiro? Para que sujem seu banheiro?! Aaa não! Não não não... Pára com isso... Na sua casa só quem tem o direito de sujar é você!

Não se preocupe em agradar as pessoas, quem gostar de você, vai gostar assim, do jeito que você é, sem máscaras, sem se submeter a situações desagradáveis. Nem implore para recolher o lixo alheio, porque quem quer, quem realmente precisa, pede, e pede porque dói, porque incomoda! 

Você já tem sua própria vida para resolver, então cada um que cuide de si mesmo.

O que você acha de mudar de profissão?

domingo, 21 de agosto de 2011

Acreditar


Ela não estava feliz, nem satisfeita consigo mesma, sua vida estava atribulada demais com suas obrigações, sem harmonia para continuar caminhando, ela sentia-se cada vez mais desesperada mas não desistiu, continuou e continuou... Lutando dia após dia contra sí mesma, contra o que se alojava ali dentro.

Não era possível que o mundo estivesse errado e ela estivesse certa, então resolveu mudar!

Decidiu que o próximo passo era harmonizar-se o máximo possível, para que sua presença fosse suportável a si, pois se ela não era capaz de suportar-se, quem seria? Durante um tempo ela esperou, ela conheceu-se, conversou consigo mesma, e analisou o que estava lhe incomodando, claro que ninguém consegue carregar o mundo nas costas sozinho, e ela buscou ajuda da forma que era possível.

As pessoas diziam que era louca, que aquilo não fazia o menor sentido, que isso não era coisa de pessoas maduras, mas ela continuou olhando em frente, com foco em seus objetivos, e quando nas poucas vezes ela achava que não tinha forças, sempre havia alguém que ainda acreditava, e a ajudava a acreditar.

Até que um dia ela olhou-se no espelho, e percebeu que havia algo de diferente, que ela se sentia finalmente em paz, se sentia plena, como nunca havia se sentido antes... Como se não houvesse mais o vazio.

Mas o  mais importante é que ela nunca deixou de acreditar em si mesma!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O texto de hoje tem uma ar todo especial, devido a uma amiga, digo... uma irmã, uma pessoa especial e maravilhosa que me faz admira-la sempre, que mesmo estando tão distante em corpo, esta cada dia mais próxima em  coração, em pensamentos.

É engraçado como podemos ser pessoas tão diferentes e tão iguais ao mesmo tempo, em resumo de nossa amizade, éramos duas adolescentes 'loucas', roqueiras, alegres, divertidas, quando estávamos juntas não existia nada que pudesse nos entristecer, éramos duas meninas sonhadoras,  duas crianças que acreditava que a vida era somente felicidade, nossas vidas eram uma festa, as pessoas sabiam que onde estava uma, estaria a outra, éramos as Exageradas. Um dia, minha amiga que estava cursando enfermagem resolveu freqüentar a igreja e virou missionária para profetizar pelo mundo, ela largou tudo, eu digo TUDO e foi!

Hoje, seguimos caminhos diferentes, mas o mais engraçado, é que por mais que nossos caminhos e destinos sejam distintos, parece que estamos sempre entrelaçadas, como uma força que nos puxa pra perto, é como diz a musica do Teatro Mágico:

"Enquanto houver você do outro lado, aqui do outro eu consigo me orientar." Teatro Mágico

E é bem assim mesmo, como uma bússola, uma consegue sentir o que a outra está sentindo, mesmo sem ter contato há meses. E uma sabe exatamente o que dizer a outra quando palavras são necessárias, e eu digo... Com tudo o que acontece em nossa volta, em nossas vidas, há como não acreditar em sincronicidade, Deus, Universo?!

Li em um blog esses dias, que fé nada mais é que acreditar em si mesmo, minha amiga tem uma fé imensamente incrível, admirável! Ontem em uma conversa eu pude ver o quanto ela acredita, e eu gostaria acreditar em algo com a intensidade com que ela acredita. Ter fé é muito bom, porque todas as coisas fluem incrivelmente! Existe fé maior do que deixar tudo pra trás e seguir em busca de um sonho? Deixar a casa, família, amigos, e viajar pelo mundo sem nenhum tostão no bolso?

Estou aqui pra falar de fé independente de em que/quem ela seja, quero aproveitar para anexar este assunto ao tema sincronicidade.

Vejo nessa história que seu pedido é feito com tanta fé, que as coisas realmente acontecem pra ela, ela esta em estado de plenitude, porque ela segue seus instintos, e o universo conspira a seu favor.

Acredito, contudo, que temos uma coisa muito importante a aprender, ter fé! Acima de tudo, ter fé em si mesmo, porque nós temos que acreditar de verdade!

Qual a intensidade que você acredita em sí mesmo e em seu potencial? Você está realmente desejando e buscando o melhor pra sí mesmo ou apenas empurrando com a barriga?

Vamos responder essas perguntas para nós mesmos?!


quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Ansiedade


A ansiedade é o ato de ficarmos constantemente fora do momento do aqui e agora, e ir em direção ao desconhecido, vulgo futuro, é o ato de sair do presente, e muitas vezes oscilando entre o passado e o futuro, parece que o presente não lhe agrada ou não é o que você espera que seja. Você pode estar preocupado demais com o futuro ou pesaroso com o passado, não importa, é ansiedade, pára com isso!!! Okay? rs

Já ouviu aquele termo “estou nervoso”... Nervosismo não existe, o nome disso é ansiedade! Pois é! Presta atenção em você mesmo quando disser essa frase! Pode ser em uma entrevista de emprego, em um encontro, em uma apresentação em público, nessas situações isso acontece porque estamos preocupados em atingir nossas expectativas!

As vezes ficamos ansiosos até por nenhum acontecimento específico, mas você está tão acostumado com a ansiedade que se sente assim, pois  é a sua mente trabalhando em acontecimentos futuros e passados, “pré-ocupada”.

Faz um tempinho, fui a uma palestra sobre este assunto, e estava prometendo faz tempo vir aqui comentar a respeito, (se estiver interessado pode ver mais clicando aqui) anotei algumas coisas interessantes, que achei legal compartilhar.

A ansiedade pode ser dividida em três categorias:

Natural: Tem como símbolo um dragão, que é o símbolo de força de poder, um animal perigoso, mas uma vez dominado as coisas fluem, essa é a ansiedade natural porque é a energia natural, geralmente impulsionada por doença, abandono, fracasso ou morte, que vem do instinto de preservação do ser humano, e o propósito dela é te impulsionar.

Tóxica: A ansiedade se torna tóxica quando a ansiedade natural não é bem trabalhada, quando ela é ignorada, se torna destrutiva, e ao invés de ficar se lamentando, é necessário agir.

Sagrada: São perguntas da vida, morte, porque da existência, propósito de vida.

Cada pensamento do cérebro não só é um pedido ao universo, o pensamento age em nosso corpo como um acontecimento bioquímico, e quando temos uma grande quantidade de pensamentos negativos, eles direcionam impulsos negativos e destrutivos não só para nós, mas para todos os que estão por perto, ai é aquela onda de energia negativa, um horror! Ninguém consegue chegar perto de você, e você ainda solta aquela típica “Que fase!” rsrs, mas a culpa é sua! Ninguém quer chegar perto de alguém negativo, se você expulsa você mesmo pra longe de si, acha que os outros vão fazer o que? Não né... Ninguém se joga da ponte!

Como podemos fazer para controlar nossa ansiedade para que ela não venha a nos prejudicar, na vida pessoal, no trabalho, espiritualmente?

Ahh... É simples, basta querer de verdade! Temos que combater os fantasmas do passado, não adianta mais pensar no que já passou, e ficar se cobrando, você tem que perdoar a si mesmo e aqueles que lhe feriram, aceitar que aquele era o seu melhor naquele momento, aceite, aprenda a lição e bola pra frente! E o futuro que é o principal causador da ansiedade... Ele ainda não chegou, logo não adianta ficar se preocupando com ele, vou dar um clichê típico de “O Segredo”, ATENÇÃO olha o presente, viva o aqui e o agora, desencana do resto! Não vai adiantar! Quando estamos fazendo algo, mas ficamos com o pensamento longe, não aproveitamos aquele momento, e depois não lembramos do momento como deveríamos, como ele merecia ser lembrado!

Sabe, pára de se fazer de vitima, para de querer dar uma de coitado, vamos lá! Aja, faça alguma coisa por si mesmo, a vida é sua, quem tem que suportar isso é você e ninguém poderá fazer isso por ti!

Desapegue! 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...