quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

2012: Recomeçar ou Continuar?

Todos os direitos reservados para Getty Images
Mais um ano chega ao fim, e o tempo passa com uma velocidade violenta, o que ontem era novo hoje já é velho, o que era importante virou banal, e o tempo continua passando!

E foi-se um ano, um bom ano profissionalmente e pessoalmente, um bom ano em termos de contatos, de passeios, de amigos, de botecos e fisicamente falando um ano de muito descanso! Mas mentalmente e espiritualmente foi um ano exaustivo, vibrante, digamos... Totalmente diferente! Um ano de muitas turbulações, navegando por águas desconhecidas e fascinantes, um ano adorável!

Posso afirmar inclusive que não cometi erro algum(quanta presunção! rs)... Longe de mim ser perfeita, mas tais 'erros' me trouxeram grandes benefícios, benefícios incalculáveis! Então como poderia encarar os erros como coisas ruins em si?!

Quando cheguei em dezembro, comecei a olhar no relógio do tempo e a me cobrar atitudes, cobrar resultados palpáveis, mas logo eu que tanto prego o contrário, havia esquecido que o mais importante não pode ser tocado, nem visto, o mais importante é sentido... E isso.. Eu sinto, e muito!

No final de 2010 escrevi este texto e hoje, quando parei para ler... Vi que a vida levou a risca todos os meus pedidos, e que 2011 foi exatamente o que eu pedi! ( Portanto cuidado com o que pede! )

Em 2011 aprendi MUITAS coisas, tantas que nem sei onde armazená-las, as vezes acho que preciso de uma penseira para não sobrecarregar o cérebro! Ao menos aprendi a usá-lo! rs... Também fiz novos amigos, mas melhor que isso, mantive os antigos com muita felicidade, limpei meu jardim tirando algumas ervas daninhas, claro que provavelmente ainda tenha uma ou outra erva daninha por ai... Mas elas já não me atingem mais!

Percebi que executei novamente alguns circulos viciosos os quais imaginei que não apareceriam mais, porém desta vez com uma boa ajuda fui capaz de identificá-los. Enfiei o dedo em algumas feridas profundas, e doeu, muito! Mas se você quer curar-se tem que fazer um tratamento, as coisas não caem do céu! Deixo portanto aqui o que não me serve mais, deixo minhas cobranças absurdas, deixo pessoas, deixo o lixo alheio e me purifico enfim!

Este 2012 acho que chegou a hora de amadurecer um pouco mais, assumir algumas responsabilidades, ser independente... Mas claro... Continuar sorrindo! Pois isso é algo que jamais irão conseguir me tirar! Portanto os pedidos feitos em 2011 continuam mas com algumas alterações! Irei fazer 23 anos em um mês e está na hora de pensar no meu futuro, portanto pretendo normalizar a situação financeira e melhorá-la, fazer uma pós, inglês, quem sabe um carro ou uma casa... E lá vamos nós! rs

Acredito piamente que não é 2012 que tem que ser diferente, é você! Isso me faz pensar se estou seguindo o caminho correto, e sim... Estou! Aprendendo, buscando, evoluindo... Um conserto de um lado e de outro, mas sempre buscando melhorar! Então te convido a perguntar a si mesmo, o que você está fazendo de errado, porque sua vida tem sido tão medíocre e como você realmente gostaria que ela fosse! E o que você deve fazer para que as coisas entrem nos eixos! E porque você tende a idealizar tanto ao invés de aceitar as coisas como são!?

Nestes textos estão impressos parte de minha alma e quero agradecer a você que acompanha este espaço, que possamos continuar juntos no próximo ano. Espero que você tenha conseguido evoluir de alguma forma e colocado algumas coisas em práticas, espero também ter conseguido abrir ainda mais a sua ferida e que ela tenha doído bastante, porque só assim você é capaz de curá-las! Que minhas boas energias tenham fluído a ti, e que suas tenham vindo à mim.
Todos os direitos reservados para Getty Images


Obrigada mesmo a você que me taxa como idiota e sequer acredita em minhas palavras... Mas que continua acompanhando o espaço, Acho de verdade que você quer acreditar... Mas se sabota demais pra isso, porque você não se acha merecedor de tal felicidade! Aos que me conhecem pessoalmente sabem que digo verdades da minha realidade!

Enfim... Se será o fim do mundo ou não, iremos descobrir em dezembro de 2012, enquanto isso não podemos deixar a peteca cair! Se for realmente o fim eu irei pro inferno por não seguir os mandamentos de Deus!

Então que venha 2012, tão bom e até melhor que este ano que se encerra! Que possamos descobrir o real significado da palavra amor aquele que emana, aquele que constrói, que exista enfim profundidade, que o vazio seja bem vindo, prosperidade, amizades verdadeiras e sinceras... E paz! Muita paz!!!!!

Uma dica... NUNCA... Mas NUNCA encare a vida como uma guerra, como uma luta! Encare a vida como uma diversão sem fim, um presente, uma verdadeira dádiva! Vamos praticar isso no próximo ciclo e depois você me diga se funcionou!
Kisses and Let's Begin!!!!!!!!!!!!!


Ariane Galindo



segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Profundidade

Todos os direitos reservados para Getty Images
Chegamos a mais um fim de ano... Andamos pelas ruas que estão cada dia mais lotadas, as estações de metrô cada vez mais abarrotadas e lentas, as lojas com enfeites coloridos, nas vitrines roupas brancas, douradas e prateadas!

Fala-se em amigo secreto, em pernil, em ceia, em reuniões familiares, mas não vejo ninguém doando uma cesta básica, não vejo ninguém se preocupando com outro além de sí mesmo! Torramos nosso 13º com coisas fúteis, presentes, roupas e viagens, criticamos o governo, as guerras, as novas leis, o aumentos de impostos e a falta de moradia, mas não mexemos um dedo sequer para mudar nada!

Fala-se de futebol, de criminalidade, do aumento dos salários políticos, de maus-tratos animais, mas não se ajuda uma familia necessitada, não se contribui para uma instituição de caridade, não se assina um abaixo assinado, nem participa de protestos.

O funk toca em alto e bom som nas conduções públicas, canta-se sertanejo nas ruas, ouve-se "Eu quero mais é beijar na boca", paga-se milhões para trazer música internacional de baixa qualidade, mas não se cultiva o MPB, ninguém sequer conhece Bach, Beethoven é somente o nome de um cachorro e trombones, trompetes e trompas só existem em bandas de reggae! Não se divulga Fernando Pessoa ou Vinicius de Moraes, mas conhecemos muito bem Danilo Gentilli, Marco Luque e Rafinha Bastos. CQC é o programa mais comentado, e ninguém sequer sabe da existência do Café Filosófico!

Estamos nos esquecendo da escrita, trocando as palavras, confundindo significados, preferimos audio-books à leitura. Só entramos em livrarias pra comprar quadrinhos, não temos dicionários em casa e depois da era dos downloads os músicos e autores tiveram que buscar outros meios de se sustentar! 

Pra que investir no intelecto quando existem corretores ortográficos, calculadoras, computadores?

Perdemos a noção do abraço, perdemos a noção do calor humano, não sabemos dar bom dia ou boa noite as pessoas, estamos sempre alienados com nossos fones de ouvido e usamos comunicadores instantâneos ao invês de sentar em uma mesa para papear. Falamos com nossos vizinhos todos os dias pelo facebook mas não os vemos pessoalmente há anos. Amizades tem data de validade e se limitam ao status verde nas redes sociais.

Na balada conhecemos tantas pessoas quantas sejam possíveis mas nem ao menos sabemos seus nomes. Os relacionamentos são superficiais, juntamos figurinhas, fazemos da vida uma 'festa' momentânea mas não aprofundamos nossos laços, nossos conhecimentos.

Vivemos em uma realidade superficial, onde as academias estão cada vez mais frequentadas e os cafés e livrarias cada vez mais vazios. Teatros muitos só os conhecem porque foram assistir shows de stand-up comedy ou 'espetáculos' de comédia.

Os filmes que fazem sucesso falam de vampiros que brilham no sol, de lobos, de garotas sonsas apaixonadas, mortes e sangue, carros que viram robôs, super-heróis, e quando algo foge desse padrão é caracterizado como ruim, arcaico, coisa de louco. Ouvi meu pai dizer que Laranja Mecânica é filme para loucos e psicopatas.

Disputamos as melhores roupas, os melhores corpos, o melhor penteado, quando o que realmente deveria ser levado em conta é o caráter. Gastamos rios de dinheiro em salões de beleza e clínicas de estética mas temos dó de pagar um pouco mais caro em um livro, quando 'queremos' ler os pedimos emprestados!

"Além de aflitos e desorientados pelo excesso de informação inútil, somos muito superficiais. Falta-nos o hábito de observar e refletir. Assustados com responsabilidade, escolha e decisão, despreparados como adolescentes, nos desviamos do espelho que faz olhar para dentro de nós. Cada vez mais amadurecemos tarde ou mal. Somos crianças tendo crianças." Lya Luft

Eu te pergunto então... O que há de profundo? O que há de complexo? Há algo desafiador neste tipo de existência?

Cansei de nadar no raso quando existe um oceano a minha espera, em 2012 eu vou nadar rumo ao infinito pois quero profundidade, profundidade de sentimentos, profundidade de aprendizados, profundidade de relacionamentos!

Estou cansada de superficialidade!


Ariane Galindo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...