quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Gordura, a camada de proteção...

"Quero emagrecer, mas não consigo..."

Vejo muitas pessoas choramingando, dizendo que não estão bem consigo mesmas, que se sentem gordas, solitárias e ansiosas.

19kgs mais magra e ainda no processo...
Acredito ser uma pessoa super indicada para falar sobre o assunto! Afinal... Emagreci 19kgs nos últimos 6 meses, e continuo emagrecendo, então eu digo, tem como emagrecer SIM!

Vou falar pra vocês como um gordo de sente: Um gordo nunca tem coragem de dizer que está triste porque está gordo e não sabe recusar nenhuma guloseima que lhe oferecem. Um gordo sempre diz que é feliz mesmo com o peso que tem e que não se importa com isso, as vezes faz aquele comentário: "Ai... Eu preciso emagrecer!"

É tipo o cara do Macunaíma sabe? "aiquepreguiça..."

Como fazer para emagrecer FISICAMENTE todo mundo sabe, alimentação adequada e muita atividade física  até aí não é nenhuma novidade de que essa realmente é uma fórmula de sucesso... Mas chegar a esse ponto é que é realmente difícil, mudar velhos hábitos destrutivos.

Então vou falar de PSICOLOGICAMENTE... Aquela velha história de pensar como gordo, agir como gordo e etc e tal.

O que acha se analisarmos o X da questão?

Não existe ninguém que não seja capaz de alcançar um determinado objetivo, independente de qual seja, com força de vontade e determinação todo mundo chega lá! 

Podemos fazer uma analogia dos animais com o ser humano... 

A criação de gordura é utilizada pelos animais das regiões extremas como proteção ao inverno, para aquecer(urso polar por exemplo).

O ser humano utiliza um cobertor pra dormir, e a grande maioria gosta de dormir juntinho a coberta, alguns ao travesseiro, e uns outros ao bicho de pelúcia.

Será que essa não seria uma forma que o ser humano encontra para reproduzir a "mesma" camada de proteção que um urso polar cria para hibernar?!

Mas não é só isso, nós seres humanos também usamos a gordura para nos proteger... De relacionamentos que possam vir a ser dolorosos, afastamos as pessoas inconscientemente, usamos a gordura para receber piedade dos outros, o famoso coitadismo "tenham dó de mim, sou gordo!", usamos o alimento como uma forma de abraço... A gordura é uma camada de proteção não só para os animais, mas para o próprio ser humano!

Somos acumuladores,  acumulamos bugigangas, acumulamos sentimentos velhos e desgastados, enchemos nossos quartos de objetos desnecessários, ocupamos nossas gavetas com o passado, sentimos um vazio enorme dentro de nós, um vazio que nunca é preenchido, e temos vontade de comer para suprir este 'buraco sem fundo' é uma fome psicológica, uma 'fome' infindável...

Antes de pensar em emagrecer, tomar um monte de fórmulas milagrosas como: caralluma, pholia negra, cafeína, óleo de coco, de cartamo, sibutramina, anfepramona, fluoxetina, bupropiona, entre tantos outros... Pense em mudar a si mesmo, aceite que você não é e nunca será perfeito!

Morra, esqueça os velhos conceitos e renasça novamente, esse é o grande segredo... MUDE! 

Hoje entendo perfeitamente a frase de Shakespeare que diz: "Cuide de seu jardim ao invés de esperar que alguém lhe traga flores."... Crie suas próprias flores e verá que ao invés de flores as borboletas lhe visitarão!

Organize sua vida, pensamentos, sentimentos, horários, alimentações, dê-se um tempo pra curtir a vida, agregue exercícios físicos, tome a decisão, lute por ela, tenha paciência e jamais... Jamais desista!

A rosa não nasce mais rápido em função de seu bel prazer!

VOCÊ PODE FAZER ISSO!!!!
A vida é sua, quem tem que conviver com ela é você, hoje você é capaz de dar um pequeno passo, mas andar pra algum lugar, ou ficar aí sentado esperando o fim do mundo chegar(tá perto! rs)!

Sei que é muito difícil pra alguém admitir vários pontos negativos à si mesmo, o grande problema é que obesidade não é só um perigo à saúde física mas também a mental.

Um médico não pode cuidar de um paciente que não sabe quais os sintomas, e você não pode se resolver enquanto não admitir que tem algo errado e descobrir o que é!

O caminho do auto-conhecimento é o primeiro passo! ;)

Beijos, fiquem em paz!

domingo, 7 de outubro de 2012

Facas ou Jóias?!



O ser humano é realmente um bicho complicado, as vezes me pergunto se essa tal de racionalidade combinada com o livre arbítrio seria realmente uma vantagem.

Porquê discutimos por coisas tão pequenas ao invés de tomarmos iniciativas?
Há aquele caso de orgulho ferido, quando alguém não está de acordo conosco, é uma ofensa ao ego que imediatamente inicia uma discussão sem fundamento buscando a aceitação de suas ideias pelo outro. Jogamos facas afiadas contra o "inimigo" sem ao menos nos importar com o tamanho da ferida que ela pode causar. Magoamos, ferimos, somos egoístas e ainda queremos estar certos.

Discutimos com aqueles que tem o poder quando deveríamos pensar nas consequências de nossas palavras, ou pensar no quão importante são para nós as pessoas as quais ferimos.

Palavras podem ser facas cortantes ou jóias brilhantes, basta apenas saber utilizá-las.

Há aquelas pessoas que não são capazes de proferir palavras bondosas, talvez por algum medo ou trauma relacionado a rejeição, pessoas que estão sempre xingando um outro, mesmo que seja apenas de brincadeira.

Outros que não sabem elogiar uma atitude, pessoas totalmente insatisfeitas ou reclamonas, incapazes de saber agradecer um mimo porque seu ego diz que ela merecia mais do que recebe.

No corporativismo há também a gestão tapinha nas costas, mas ela depende da sua capacidade de marketing pessoal, desmotivando equipes inteiras.

Palavras e seres humanos... Coisas difíceis de administrar quando utilizadas em conjunto.

Mas afinal, o que deve ser dito?! Penso que o silêncio é a melhor resposta. Excesso de palavras só nos dá a certeza de mente vazia.

Lhe pergunto então, se o importante é estar realmente bem consigo mesmo, porque a necessidade de provar isso para as demais pessoas? Talvez porque não esteja tão bem assim, mas como a sociedade nos obriga à felicidade temos de mostrar aos outros uma falsa satisfação na existência.

Conheço pessoas que vivem a reclamar de um dado tratamento ou más respostas recebidas, sempre tão coitadas, e com sérias dificuldades de olhar pra si mesmas.Será que elas já se olharam no espelho e analisaram suas próprias atitudes?!

De qual forma você trata as pessoas? Você as recebe com largos sorrisos ou tapas e pontapés?! Você é sincero, é arrogante ou falso? Vê a vida com bons olhos?!

Jamais se esqueça que o mundo dá voltas e da forma como tratamos o outro, seja em palavras ou atitudes, as coisas certamente retornarão em maiores proporções.

Então decida já o tipo de tratamento que quer receber e as palavras que gosta de ouvir e comece a plantá-las para que possa então colhê-las.




Beijo, Fique em paz!


domingo, 16 de setembro de 2012

Layout Novo, vida nova!


Oi pessoas lindas, como vocês estão?! 

Vim passar por aqui rapidinho pra mostrar pra vocês a nova imagem pro blog, feita pela minha grande amiga e excelentissima artista Jussara Almstadter.

A idéia surgiu logo após a escrita do texto anterior uma comparação do termo gaiolas, comentei com a Ju a idéia e ficamos de amadurecê-la um dia para colocar no papel, quando eu vi, literalmente já estava em papel, desenhado e pintado, mais perfeito do que sequer minha imaginação poderia imaginar, e em breve estará emoldurado na parede do meu quarto!

Esta nova fase no blog, marca também uma nova fase na minha vida, muitas mudanças ocorreram nos ultimos meses, virei no próximo texto expor algumas  delas pra vocês.

Beijos no coração! 


terça-feira, 11 de setembro de 2012

Crescer...



Getty Images, todos os direitos reservados.
A vida adulta parece um sonho quando ainda somos crianças, temos o desejo de não responder mais aos nossos pais e de poder passar dias e noites brincando com os amigos ou no vídeo-game, pular corda, brincar de esconde-esconde, mãe da rua, bandeirinha, casinha, escritório, parece uma felicidade inesgotável, aqueles pés sujos de barro, aquela camisa suada, cabelo despenteado, e nenhuma preocupação se iam achar que somos desleixados.

Não existia pré-ocupação, e a maior responsabilidade era a de ir para a casa da avó depois da escola brigar com o primo mais velho, o maior medo eram os filmes de terror as sextas-feiras a noite, e você implorava pro seu primo(irmão) te acolher na casa dele porque você tava com medo de ficar sozinha!

Seu ideal de vida era definido em: "Amor, Amizade e União" e podia comer feito um animal selvagem que isso não lhe preocupava! 

Daí um dia... Você olha pra trás e vê que nada disso está mais lá, que o tempo passou... Seus amigos ficaram grandes, assim como você, cada um seguiu seu rumo, seus pais ficaram velhos, ranzinzas e cansados, e você tem que se preocupar em ser um bom profissional, amigo, filho, companheiro, você vê o peso do tempo e parece que luta contra ele.

O ser humano num contexto geral tem um medo absurdo desse poder, o poder sobre si mesmo, o poder de ser feliz, de ser livre! Ele busca a vida inteira amadurecer e quando finalmente chega a este ponto parece que começa a regredir, a sabotar.


Fique em Paz! 

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

O que é interessante?

Getty Images Todos os Direitos Reservados


Questiono com frequência porque estamos tão alienados à sociedade, com nossos smartphones, andando constantemente conectados ao mundo digital e desligados da vida real.

Será que as pessoas estão tão desinteressantes assim que precisamos de um mundo imaginário para nos satisfazer? Afinal... A vida digital nada mais é do que uma projeção da nossa própria mente, vemos as coisas como queremos e não como realmente são. Mas... O que efetivamente são?

É tudo muito vazio, não temos outros assuntos além da novela, jornais e jogos olímpicos, somos como objetos facilmente manipulados e entretidos com novelos de lã.

Estaríamos em uma gaiola com nossos 'brinquedos' e refeições? E o tal do observador? De repente toda essa história de Matrix que parecia absurda se torna tão simples.

Qual o sentido da vida? Somos apenas mais uma engrenagem? É complicado pensar que viemos sem um propósito, ser apenas um na multidão, resta a cada um se destacar da forma que é capaz, fazer com que sua estadia aqui valha a pena.

As vezes me pergunto se a ignorância não seria um presente, porém isto é algo que não consigo responder. Depois que se prova o fruto proibido a vivência anterior torna-se tão sem graça que rapidamente é descartada.

Qual o tamanho da responsabilidade de colocar uma criança no mundo? Como formar um cidadão responsável se nem ao menos somos capazes de formar a nós mesmos...

No momento o que podemos fazer é aproveitar o momento presente com a maior intensidade possível. Fazer projetos e planos e lutar por eles, ajudar um outro ser e as vezes ligar o piloto automático deixando o cérebro tirar um cochilo.


Ariane Galindo.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

A Carência e o Dia Dos Namorados


Getty Images todos os direitos reservados


Eis que passou um 12 de Junho, mais conhecido como Dia Dos Namorados, aquela data em que os namorados trocam presentes, fazem juras de amor e todas essas coisas bonitinhas! Aparecem ex´s namorados, ex´s ficantes, ex´s qualquer coisa, todo mundo carente demais, talvez por uma concepção pré-imposta de que a data deva ser comemorada em pares.

Pela primeira vez na vida eu não fiz parte deste núcleo! Passei alguns anos na neura dessa data, mas depois de algum tempo, algumas quedas e algumas experiências, você entende que essa data é somente uma data, que um relacionamento deve ser renovado todos os dias, nem tudo o que reluz é ouro e que paz interior vale MUITO mais do que qualquer relacionamento quebrado!

As pessoas tem uma certa mania de que quantidade é qualidade, mas não é bem assim... Não vejo vantagem alguma em manter um relacionamento mediocre em troca de um dia dos namorados 'perfeito' ou 'acompanhado', vejo muitos casais infelizes por medo da solidão, amizades verdadeiras tem muito mais valor hoje em dia!

Temos que entender de uma vez por todas que status de relacionamento nem sempre significa completude e felicidade! Isso tudo está dentro de você, e enquanto você não for capaz de proporcionar isso a si mesmo, nem de ser feliz ao seu lado, ninguém o fará! 

Getty Images todos os direitos reservados
Sejamos um pouco mais egoístas, pare de alimentar o ego e concepções errôneas, pense um pouco mais em você, tome as rédeas da sua vida, faça planos, lute por eles, deixe a preguiça de lado, cobre-se!

E se sua vida não está como você gostaria, lembre-se que o mundo externo nada mais é do que um reflexo do seu mundo interno! 

Fique em Paz! 

quinta-feira, 31 de maio de 2012

O caminho da Autotransformação - Eva Pierrakos


Bom.. O intuito da criação deste blog desde o inicio foi o aprendizado e o compartilhamento com pessoas do mundo que buscassem o caminho do autoconhecimento, que é a resposta para todas as coisas, se você chegou até aqui é porque de alguma forma buscou, independente de quem seja você, desejo a ti as melhores energias e quero lhe ajudar o quanto puder! 

Já faz um tempinho que queria comentar a respeito dessa obra, porém me estendi pra abordar o tema e o assunto acabou se perdendo...

Há pouco mais de dois anos iniciei uma busca, a busca pelo autoconhecimento, pela serenidade, por este motivo o blog intitula-se "O Caminho Até Agora".

A história começou assim... Em uma de minhas idas à Livraria Cultura, este livro me escolheu, o folheei e achei interessante, como de costume o guardei junto com os demais para que futuramente eu pudesse lê-lo, o livro ficou esquecido por pelo menos seis meses, até que por acaso, abri uma gaveta e lá estava, uma obra magnifica na qual eu sequer lembrava-me de tê-la comprado (sincronicidade).

Na época eu fazia acompanhamento na terapia devido alguns problemas pessoais, foi então resolvi abrir o livro e ler o que ele tinha a me oferecer, mal sabia eu que aquele livro mudaria minha vida e seria a resposta para muitos questionamentos advindos desde a infância.

Já dizia Voltaire: "Um livro aberto é um cérebro que fala".

O caminho da Autotransformação, escrito por Eva Pierrakos, é uma mescla de terapia e espiritualidade, sem adotar qualquer religião o livro visa fornecer ao leitor entendimento e aceitação de situações  advindas desde a infância até suas influências nos dias atuais, com ajuda do Guia, em momentos de dor espiritual Eva vem nos auxiliar à ir ao encontro deste caminho.

Nós enquanto crianças, somos tratados como adultos, mas não conhecemos nada do mundo, aprendemos com a observação e a vivencia com nossos pais, até a adolescencia nós vivenciamos a dor, mas não sabemos lidar com ela, ao alcançar a vida adulta entramos em contato com o amadurecimento e consequentemente vem as dores é ai então que buscamos este caminho.

Temos um monte de conceitos idealizados em nossas mentes, desde como achamos que somos e como achamos que as pessoas nos vêem, até como realmente somos, o que atraímos, o porque passamos por determinadas situações, etc.

Posso dizer, que se você está buscando um caminho, se busca se conhecer, este é um livro inicial, de dificil leitura e doloroso, lê-lo é como cutucar uma ferida profunda, e não ache estranho se você no meio da leitura se pegar chorando sem motivo, isso ocorre devido as feridas na alma que estão vindo a tona.
"É um caminho de verdade, capaz de mudar a vida de qualquer um que o leia. Através da auto-aceitação, o livro ensina que devemos ser exatamente o que somos agora, com todos os nossos defeitos,  e a partir disso dar os passos iniciais para nossa evolução."
Não tente devorar este guia pois o mesmo deve ser lido lentamente, lido e re-lido a cada capitulo, para que surta efeito você deve aplicar os conceitos e buscar a todo momento conhecer a sí mesmo e encontrar as respostas dentro de si.

Beijos e boa transformação! ;)



Ariane Galindo

quinta-feira, 17 de maio de 2012

O inverno e as redes sociais


Há algum tempo venho percebendo a queda significativa de atualizações nas timelines de minhas redes sociais, esse fato também vem combinado com o tempo frio, proporcional a isso está a quantidade de spam das redes de relacionamentos dizendo que não sei quantos fulanos e ciclanos gostariam de entrar em contato com você, bem como a alta quantidade de amigos em busca de relacionamentos sérios.

Outro fato bizarro, e não menos importante na formulação de tal idéia é a alteração constante de status de solteiro para em um relacionamento sério no nosso muito conhecido facebook!

Desculpem meus queridos e queridas, mas não acredito que tais mudanças não tenham nenhuma correlação, principalmente pela quantidade de corpos caridosos se 'alugando' em época de inverno.

No verão não há nada mais comum que happy hour as terças-feiras, a vida social está sempre em alta, paquera, pegação... E não me venha com hipocrisia dizendo que seu humor não altera de acordo com a temperatura, porque você bem sabe que é mentira! 

Agora com esse tempo gelado noto que até pra curtir a night é mais dificil encontrar companhia, os amigos todos desesperados por um cobertor de orelha nem que seja provisório "só até chegar o verão" alguns alegam.

Boa parte desses namoros de inverno irão findar-se juntamente com o clima frio e as chuvas, porém, ainda sim, serão mais duradouros que os amores de verão, quem sabe alguns não possam realmente vingar? Já que no inverno o companheirismo é maior... Afinal 'amor' hoje em dia está bem fácil de se encontrar! 

Não temos que amar, cuidar ou admirar ninguém além de nós mesmos, nem precisamos prezar mais que poder, sustento e liberdade... Não existe mais a sociedade que humilha a mãe solteira ou desacredita nos homens com filhos em várias mulheres, agora é tudo liberado minha gente! 

Na verdade todo mundo quer comer a rapadura triturada, somos utilitaristas e queremos apenas os benefícios, desvantagens não nos interessam, com a lei da oferta e da procura em alta, cada vez mais usamos o corpo como barganha, trocando de mercadoria mais rapidamente que tomar uma ducha.

Nas vitrines encontramos automóveis novos vendidos a preço de usados com 100km rodados.


"Winter is coming!"

Ariane Galindo



segunda-feira, 30 de abril de 2012

Cabelo: Apego e Coragem



Getty Images, todos os direitos reservados.

Para as mulheres no geral, cabelo é visto como uma ferramenta de sedução, onde quanto maior seu comprimento e sedosidade melhores são as chances de sucesso e de encontro do macho alfa, na qual a maior parte dos homens que compartilha da mesma opinião.

Isso me lembra muito as histórias e gravuras que via quando era criança, onde as mulheres possuíam cabelos compridos e os homens as arrastavam pelos cabelos. Me pergunto se as mulheres rebeldes do 'bando' como um sinal de revolta não pegavam uma faca e arrancavam os cabelos para não serem puxadas pelos homens. 

Talvez também por isso boa parte do público masculino tenham uma queda por cabelos compridos, uma forma inconsciente de demonstrar posse, poder, e todas essas coisas que eles adoram!

Essa cabeleira toda vem sempre carregada de histórias, momentos, sentimentos, lugares, pessoas, cabelo comprido é um apego, ele demora tanto tempo pra crescer que aquelas coisas que você vivenciou continuam contigo pelo menos por uns três anos depois do ocorrido. Para muitas o medo de se livrar dessas memórias chega a ser desesperador! 

Algumas poucas corajosas cortam o cabelo, mudam totalmente o visual, sem dó! Quando cortamos o cabelo nos livramos de um peso, não somente no sentido literal da palavra, com ele vão junto os amores, as tristezas, as dores, os apegos, a reação de cada uma chega a ser totalmente diferente, variando entre histeria, tristeza e felicidade! Quem já teve o cabelo na cintura sabe do que estou falando!

Getty Images, todos os direitos reservados.
Como toda atitude corajosa desencadeia um amontoado de outras atitudes, cortar o cabelo então torna-se um vício, começamos a jogar fora tudo aquilo que não nos interessa, e se deixar queremos ir ao salão todo mês, é como se tivéssemos finalmente pego o gosto por experimentar, ser diferente, tomar as decisões de suas vidas! Ousaria até dizer que quanto maior a ousadia, maior a revolta, maior a mudança! 

Embora essa hipótese não passe de pensamentos aleatórios meus sem nenhuma comprovação ou fontes de estudos apenas por observação pessoal, as mulheres mais decididas e bem resolvidas que conheço possuem cabelos bem curtos e descolados, como é o seu?


sexta-feira, 27 de abril de 2012

Auto-Engano



Talvez a felicidade esteja em todas essas futilidades corriqueiras, extremamente banais e insensatas.

Talvez na ausência de cobranças, na aceitação da imperfeição, na aceitação da vida, das forças do universo, na sincronicidade, na certeza...

Sempre um Talvez e um Se... Talvez, Talvez... É sempre um questionamento, sempre um porque, mas... Porquê?!

Porque somos seres humanos, temos uma coisa chamada ego pra ser cada vez mais vaidoso e outra chamada alter-ego pra garantir que a vaidade e o moralismo tenham o que desejam, e sim, queremos ser aceitos, queremos ser inclusos, queremos pertencer ao mundo!

Achamos que seguir regras, tomar determinadas atitudes, seguir um roteiro pré-determinado, pensamos que isso vai resolver nossos problemas, mas não... Não vai!

Agimos fazendo o que é politicamente correto, somos eternos lobatinhos ( o cara engravatado que segue todas as regras e cheio de moralismo ), e se alguém nos diz isso em alto e bom som nos sentimos ofendidos! Queremos sempre ter razão, arrumamos confusões, e só reclamamos de tudo! 

Temos a ilusão da mudança quando na realidade continuamos batendo na mesma tecla, no mesmo erro! Vamos lá, vamos continuar praticando o auto-engano!!!! É praticamente de graça, nada que umas gripes, espinhas, quilos à mais não possam pagar! 

Culpamos o mundo, mas nunca a nós mesmos! Ou então.... Nos culpamos demais, todo o tempo, não somos capazes de aceitar nossas imperfeições, queremos porque queremos estar sempre certo... Opa! Hora de alimentar a ilusão minha gente! 

Ninguém consegue estar certo o tempo todo, nem eu, nem você, nem o papa! 

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Esperando...


Getty Images, todos os direitos reservados.





Pedro Pedreiro by Chico Buarque on Grooveshark 

Pedro Pedreiro
Chico Buarque

Pedro pedreiro penseiro esperando o trem
Manhã parece, carece de esperar também
Para o bem de quem tem bem de quem não tem vintém
Pedro pedreiro fica assim pensando

Assim pensando o tempo passa e a gente vai ficando prá
trás
Esperando, esperando, esperando
Esperando o sol, esperando o trem
Esperando aumento desde o ano passado para o mês que vem

Pedro pedreiro penseiro esperando o trem
Manhã parece, carece de esperar também
Para o bem de quem tem bem de quem não tem vintém
Pedro pedreiro espera o carnaval

E a sorte grande do bilhete pela federal todo mês
Esperando, esperando, esperando, esperando o sol
Esperando o trem, esperando aumento para o mês que vem
Esperando a festa, esperando a sorte
E a mulher de Pedro, esperando um filho prá esperartambém

Pedro pedreiro penseiro esperando o trem
Manhã parece, carece de esperar também
Para o bem de quem tem bem de quem não tem vintém

Pedro pedreiro tá esperando a morte
Ou esperando o dia de voltar pro Norte
Pedro não sabe mas talvez no fundo
Espere alguma coisa mais linda que o mundo

Maior do que o mar, mas prá que sonhar se dá
O desespero de esperar demais
Pedro pedreiro quer voltar atrás
Quer ser pedreiro pobre e nada mais, sem ficar

Esperando, esperando, esperando
Esperando o sol, esperando o trem
Esperando aumento para o mês que vem
Esperando um filho prá esperar também

Esperando a festa, esperando a sorte
Esperando a morte, esperando o Norte
Esperando o dia de esperar ninguém
Esperando enfim, nada mais além
Da esperança aflita, bendita, infinita do apito de um trem

Pedro pedreiro pedreiro esperando
Pedro pedreiro pedreiro esperando
Pedro pedreiro pedreiro esperando o trem

Que já vem
Que já vem
Que já vem
Que já vem
Que já vem
Que já vem



A vida é realmente uma caixinha de surpresas, em um momento estamos aqui, parados, 'felizes' ou melhor... Acomodados... Então, chega uma oportunidade, aquela que você sempre quis... E ela não chega exatamente da maneira que você imaginava que seria, mas ela tá ali, te olhando, e dizendo: "Vem! Anda... Vem logo!"

Você nem procurou muito, aquele seu pensamento ora remoto surgiu em suas mãos como uma luva feita especialmente pra você!

E você começa a olhar pros lados, desesperado pois não consegue tomar uma atitude de prontidão... Você se preocupa se ela vai passar pelos caminhos que você queria, se ela é confortavel, se é cara, se é bonita, qualquer coisa passa pela sua cabeça, e tudo isso é o receio de sair do lugar, de se movimentar... Você sabota seus próprios desejos ao Universo, colocando mil  obstáculos, qualquer que seja, se preocupa com o que as pessoas vão falar, na esperança de que as coisas vão mudar, com tudo, é como o pintinho na merda... Que apesar de odor está ali, porque é quentinha!

"Para os fracassados ambição é muito, e esperança basta. A grande esperança do fracassado  é alcançar fracassos sempre maiores. A única ambição que um fracassado consegue ter é que os vitoriosos se arrependam de sua competência." Sérgio Castravelli

Então no meio de todas essas dúvidas e confusões a embarcação resolve sair, e você, por não saber o que fazer... Perde MAIS uma oportunidade, e fica ali, parado na estrada, sentado... Olhando e pensando: "O que será que perdi? Ou ganhei? O que teria acontecido se eu tivesse embarcado? Eu estaria mais feliz? Onde eu estaria?"

A maioria das pessoas nunca parou para pensar que somos seres simples, basta um sim ou um não! Porém gostamos demais de complicar as coisas... Na maioria das vezes, ao invés de deixar simplesmente nossos impulsos agirem nós nos podamos, por pura vaidade, e deixamos a vida passar, assim, nunca alcançamos nossos planos, estamos sempre culpando um terceiro. Temos medo de viver, agimos sempre pensando nas conseqüências, no pior que pode acontecer! Já diria a Rita Lee:

"Se você não tem planos para sua vida, provavelmente vai fazer parte do plano da vida de alguém, que provavelmente não tem grandes planos pra você!"

O melhor momento pra tomar uma decisão é agora, a vida não espera para ser vivida, enquanto usamos muletas e vitimismo para nossas dúvidas a vida tá aqui, acontecendo e passando diante de nossos olhos.

Que tal tomar uma decisão e agir? Tipo... AGORA! Quem pensa muito, faz pouco!

Super beijo e se joga que a vida é curta pra ficar pensando muito! ;*

Getty Images, todos os direitos reservados.

Ariane Galindo

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Filme: A Vida É Bela




"Esta é uma história simples;
no entanto, não é fácil contá-la.
Como numa fábula, há dor...
e, como uma fábula, ela é cheia
de maravilhas e de felicidade."


Um filme riquíssimo dirigido e estrelado por Roberto Benigni, concorreu Oscar com Central do Brasil e claro... Ganhou!

Não quero desmerecer a obra brasileira que também foi muito bem cotada, mas seria uma covardia deixar tal relíquia sem o merecido reconhecimento!

Em italiano intitulado como La vita è Bella, veio para nos ensinar muitas coisas, filme este que merece dezenas de adjetivos como belo, harmonioso, suave, amoroso, gentil, e diversos outros que não consigo descrever com palavras neste momento tamanha a alegria sentida.

Em uma comédia dramática capaz de nos fazer sorrir e chorar, Benigni consegue transpor com sua direção uma extensa cartilha de sentimentos: o real significado do amor, auto-estima, aceitação, ângulo de visão, etc.

O filme apresenta o amor incondicional de um homem por sua família, pessoa que não mede esforços para ver os entes queridos felizes, pessoa essa que vive a fantasia apesar de todos os problemas, e que é capaz de tirar da pior situação um sorriso, uma alegria! 

Guido(interpretado por Roberto) convence seu filho Giosué(Giorgio Cantarini) de que estão em um jogo que está prestes a acabar e que irão ganhar a competição, a criança apesar de sofrer um pouco vibra com os acontecimentos e segue atentamente as 'dicas' de seu pai, uma linda criança que de mimada não tem nada, passa dias escondido em um cativeiro para Judeus, comendo restos de pães e tendo até que ficar sem se comunicar para proteger sua identidade! No fundo ele sabe que tudo aquilo não passa de uma prisão, mas Giosué cresceu acreditando na felicidade, na fantasia e  na beleza da vida. 



"- Vamos, Giosué.
"Proibida a entrada de judeus... "
- Vamos, Giosué!
- Por que cachorros e judeus não podem entrar lá, papai?
- Eles não querem judeus e cachorros. Cada um faz o que quer. Tem uma loja de ferramentas ali... onde não deixam entrar espanhóis e cavalos. E eu fui à farmácia com um chinês amigo meu que tem um canguru... mas não pudemos entrar, não queriam chineses e cangurus. Eles não gostam, fazer o quê?
- Mas a gente deixa todo mundo entrar na livraria.
- Não! Vamos pôr um cartaz também. Do que você não gosta?
- De aranhas. E você?
- Eu? De visigodos. 
- Amanhã escreveremos: "Proibida a entrada de aranhas e visigodos." Esses visigodos já me encheram!"

Além de todo o senso comum que podemos observar no enredo da história, há algo que muito me chamou atenção... O relacionamento de generosos nessa família do inicio ao fim! A forma como Guido mesmo pertencendo a parte baixa da sociedade ensina seu filho que não deve haver discriminação e que ambos são iguais a todos os outros.

Dora(Nicoletta Braschi) esposa de Guido, então professora da rede de ensino, renuncia uma vida de regalias e benefícios pelo amor, os pertences não lhe são importantes quando trata-se de sua felicidade, uma não judia que se casa com um judeu, fato que possa ser comparado nos dias atuais em abrir mão de sua liberdade. Em seguida, quando descobre que sua familia foi 'sequestrada' pelos nazistas se impõe para ir presa junto à sua familia.

Guido que abdica de tudo para manter a felicidade de seu filho e esposa, fantasia todos os acontecimentos como um conto de fadas independente do grau de criticidade, o personagem não consegue transpor a parte ruim da situação e acredita que a vida é bela, que com um pouco de alegria é capaz de fazer feliz aqueles que ama. A forma como ele cria seu filho é realmente um ato de sabedoria imenso, não consigo imaginar tais atitudes na atualidade, as ações parecem ser tão perfeitas que sequer aparentam ser de um ser humano passível de falhas.

Esse conjunto de acontecimentos tem muito a nos apresentar, a nos ensinar, podemos ver claramente que um casal de generosos gerou um fruto ainda mais generoso.

Guido vem ainda nos ensinar a aceitar a vida como ela é, aceitar nossa origem e nossos problemas, sem conflitos, facilitando o andar da carruagem.

A Vida é Bela nos faz sentir vergonha de nós mesmos, de reclamar de momentos que nem de longe possam se igualar aos apresentados no filme! 

Nos faz acreditar que a vida realmente é bela, que um sonho sempre pode ser possível!

O que posso dizer pra descrever o sentimento de alegria ao presenciar tamanha obra de arte é: lágrimas, alegria, perfeição e plenitude!



A Vida é Bela!!!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Engrenagem

Getty Images todos os direitos reservados

Tanta auto-destruição,
Tanto medo,
Tantas anulações...

Existe muito além do visível,

É dificil assumir a si mesmo?

Coitadismo é mais cômodo que atitudes


Espera é menos eficaz mas lhe oferece um apoio, um encosto...

Pequenas muletas confortáveis...

O homem está em busca constante por conforto,

por estagnação,

assim o mundo segue o ciclo,

você é apenas mais uma engrenagem,

E a máquina da manipulação continua onde está... No Poder! 


Faça mais... 
Seja aleatório...
Assuma o poder!
Ariane Galindo


terça-feira, 31 de janeiro de 2012

23


Acredita-se no enigma do número 23.
Embora agrade-me mais o número 21,
23 é um número pesado,
deveras incomodo à uma criança,
insignificante à um adulto.

A muleta entrará em desuso,
Não haverá mais troféu à ostentar,
Nem atos de heroísmo...

São intoleráveis as margens de Februus.
As quais afetam-me com branda melancolia,
Os olhos como nascentes desaguam no mar de prantos,
Cuja a origem é desconhecida.

É como se não pudesse coexistir o infanto e o sexual.
Os lábios murmuram àsperas palavras
as quais serão descartadas na manhã seguinte.
Mas se este é meu momento de dor, senti-lo-ei.


Ariane Galindo

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Reclamações ( Parte 1 )


Getty Images todos os direitos reservados
 Estou sentada em uma estação qualquer esperando um casal de amigos e refletindo a respeito das informações extraídas da internet essa semana...


As notícias em pauta foram:

  • Michel Teló: é sucesso mundial, divulgando a cultura brasileira (cultura teve o emprego mais infeliz que já vi em minha vida);
  • BBB: Uma mulher qualquer que foi estuprada na maior transmissora de TV da rede nacional;
  • Luiza: que está no Canadá;
  • SOPA, PIPA, ACTA: O veto na utilização do Megaupload e das redes de compartilhamento de arquivos;
  • Falsa gravidez de quadrigêmeos;
  • Anonymous ataca novamente e tomam site do FBI;
  • Enchentes na grande São Paulo;


Com exceção da web-ditadura e das enchentes que me afetam diretamente, acredito que todas as outras informações sejam irrelevantes e desnecessárias a mim!

Cada dia que passa fica pior acessar as redes sociais (meu android acabou de escrever "redes suicidas", porque será?).

Getty Images todos
os direitos reservados
Essas são informações que realmente não perdi meu tempo pesquisando a respeito, e infelizmente é a isso que se resume as atualizações do meu facebook, salvo uma lista restrita de meia dúzia de pessoas colocando textos e informações interessantes como filmes, estudos, pessoas, música de boa qualidade, o restante me causa grandes interrogações!

Estamos tão insatisfeitos, reclamando o tempo inteiro, buscando inutilidades para ocupar nossas mentes, existem políticos escrotos tentando se reeleger, existem nossos monstros pessoais cada dia mais fortes dentro de nós e nos destruindo, existem países e religiões inteiras sendo destruídas, os impostos estão maiores, a mídia tem acabado com o pouco de neurônios que ainda nos restam. E nós... Nos diminuindo a vergonha da porra da Luiza que estava no Canadá!


E sabe qual o pior de tudo?! Eu faço parte dessa grande defecação toda, porque a vida é um inteiro, as coisas devem ser vistas como um todo... É isso ai Brasil, a gente vai longe!!!

Ariane Galindo

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Compra-se restos do jantar

Getty Images todos os direitos reservados
Oi... Eu tenho banda, sou cantor, guitarrista, baterista, flautista, sou uma pessoa muito má, muito legal, muito foda, muito popular e todas as mulheres do mundo querem ficar comigo, então acho que você deveria se sentir muito feliz de eu te dar uma oportunidade e ser eternamente grata! Sabe... Se quiser ainda deixo até você tirar uma foto comigo, que tal?

HAHAHAHAHA... Um recado pra esse tipo: "VAI ¨%## (¨¨ ¨$#@)_% !!!!"

Pois é... pode parecer um absurdo, mas não é, e é bem assim que alguns estereótipos desses agem por aí, assim como tantos outros se exibem por milhares outros motivos além da música!

Vem cá... vamos combinar... Ninguém faz sexo com uma guitarra, ninguém conversa somente sobre rock, ninguém vive só de amor, então vamos acordar um pouco pra vida e crescer!? Obrigada!

É engraçado como algumas mulheres ainda lambem o asfalto por esse tipinho, já ouvi até casos de terminos de casamentos. As vezes pode ser que esse é o tipo e pessoa super desafiadora... Pra uma porta, claro!

- Não... mas ele não é assim, você esta exagerando!

Você é japonesa queridona? Abre o olho!!!

Sabe porque esse tipo de rato homem se sente tanto assim? Porque você o trata como um deus, uma divindade que deve ser cultuada! Nossa... Mas ele não me ligou no dia seguinte... Responda uma coisa... Você ligaria pra sí mesma? Não né... Então porque ele o faria?!

Você se contenta com muito pouco, sei que você é acostumada a passar fome mas existem banquetes por aí, que tal ir preparar o seu? Homem bom é homem de verdade, aquele que te proporciona algum tipo de desafio, um homem de verdade não tem medo, não tem medo de sentir, não se deixa levar por bobagens e nem te trata como inferior!

Valorização está em falta hoje em dia,e se você não aceitar nada menos do que merece? Há não ser claro que você se ache a escória da humanidade que tem que comer os restos do jantar na copa!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...